Notícias

07 out

SD-LAN: Mais segurança e flexibilidade para as redes de acesso com e sem fio

A inovação é vital para a sobrevivência de qualquer empresa. Não há mais espaço para soluções tradicionais e estáticas, baseadas em conceitos ultrapassados. O mundo dinâmico e em constante mudança exige processos mais flexíveis, sem deixar de lado a segurança e a qualidade. Tudo isso em um ambiente de coinovação, no qual as companhias se juntam para desenvolver os seus produtos e serviços em parceria, trazendo benefícios para todos os envolvidos.

  Quando falamos de soluções tecnológicas, a coinovação traz junto dela diversas facilidades, principalmente no que diz respeito à transição das antigas para as novas práticas. A transformação digital de uma empresa é um processo longo, que exige planejamento e suporte irrestrito daqueles que oferecem o serviço. Por isso, é essencial o apoio durante todas as etapas de implementação.

  A Orange Business Services iniciou um trabalho de coinovação com a Cisco para desenvolver um produto de redes locais corporativas definidas por software, as SD-LANs.

  As redes SD-LAN trazem acesso orientado por identidade altamente seguro, definindo os usuários, itens e dispositivos que podem acessar à rede. O acesso pode ser concedido ou revogado em um nível granular, como a configuração de grupos de Wi-Fi, por exemplo. Isso melhora a segurança, o desempenho e o gerenciamento de acesso prioritário ao dispositivo. Ou seja, em parceria com a Cisco, a Orange cria regras mais dinâmicas com base naquilo que o que o negócio está pedindo.

  A coinovação, neste caso, permite uma otimização no uso dos recursos e um planejamento mais apurado das necessidades do cliente, com um grande apoio em todas as etapas do processo. Tudo por uma transformação que vai do processo da implementação até os resultados finais de forma funcional e transparente.

  A migração para as SD-LANs é uma tendência em toda a América Latina e esse é o momento ideal para a coinovação nesta área. Redes Wi-Fi corporativas vêm tendo um crescimento sólido do mercado e as redes automatizadas por aplicativos móveis cada dia mais fazem parte deste modelo. É aí que mora a importância do gerenciamento da rede de forma mais centralizada e com a aplicação de analytics.

 

Fonte: INFRANEWSTELECOM